FITORREMEDIAÇÃO PARA TRATAMENTO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA CONTAMINADA – RIO GRANDE DO SUL | BR

Fitorremediação consiste no uso direto de plantas para remoção ou degradação de contaminantes, em solos e águas contaminadas, por meio da atividade microbiana que ocorre nas raízes, da absorção, das transformações dentro das plantas e das volatilizações que se dão na superfície das folhas. Este projeto aplica-se a uma antiga unidade de fabricação de agrotóxicos que apresenta lençol freático raso e contaminação por diversos componentes à base de benzeno (benzeno, clorobenzeno, entre outros). Após estudos que comprovaram a eficácia da fitorremediação utilizando diversas plantas, concluiu-se que oEucalyptus urograndisem era a espécie mais apropriada para o projeto. Os Eucalyptus foram plantados em julho de 2012 e atualmente estão com dois anos e já excederam 10 metros de altura cada. A redução das concentrações dos componentes à base de benzeno na água do lençol freático pode ser observada por meio dos monitoramentos periódicos realizados na água subterrânea.

Share Tweet Pin it